Dia do Dentista: Saúde bucal de São Gonçalo é exemplo para todo o RN

Neste dia 25 de outubro comemora-se em todo o Brasil o Dia do Dentista. Em São Gonçalo do Amarante, que tem uma das melhores saúdes bucais entre os 167 municípios do estado, um projeto-exemplo apresentado para outras cidades, e até mesmo estados, dá ainda mais razões à sua população para se orgulhar de seus profissionais e celebrar a data.

É o que explica a filha da terra e renomada cirurgiã-dentista, Aldenísia Albuquerque, que tem apresentado a experiência exitosa na Estratégia Saúde da Família da Unidade Básica da Saúde da Família Igreja Nova em várias conferências e eventos da saúde. Segundo detalha, o município trabalha seguindo as diretrizes colocadas pelo Projeto Brasil Sorridente, realizando ações em todos os ciclos de vida, com excelência.

Desse modo, inicia o atendimento na gestante, realizando o pré-natal odontológico; e faz também o atendimento aos escolares no Projeto Cáries Zero, além de visitas domiciliares, com atendimento a acamados e pessoas que não podem se locomover, com atividades educativas e de orientação à higienização bucal, e até mesmo fazendo atendimentos cirúrgicos e periodontais no projeto Andarilho do Sorriso.

Aldenísia ressalta ainda que a equipe de saúde bucal também realiza atividades de prevenção e promoção à saúde em conjunto com a equipe da Estratégia de Saúde da Família, junto a grupos de diabéticos, hipertensos e gestantes, e realiza atividades de acolhimento e se envolve nos projetos terapêuticos singulares.

Destaque ainda que São Gonçalo tem 32 equipes de saúde bucal e um Centro de Especialidades odontológicas (CEO) com cinco especialistas experientes, que atendem aos pacientes referenciados das Unidades Básicas, realizando procedimentos de média complexidade, como: cirurgia oral menor, periodontia, radiografias odontológicas e atendimento à pacientes com necessidades especiais.

VALORIZAÇÃO

Todos os dentistas do município são concursados e recebem seus salários em dia, têm o incentivo do PMAQ inseridos nos seus vencimentos e recebem o repasse, conforme Lei Municipal, além de terem condições de trabalho. “Todas as unidades têm estruturas físicas adequadas, com equipamentos odontológicos em boas condições, salas climatizadas, com instrumental e material de consumo em quantidade suficiente para atender aos usuários. Ter todas essas condições é muito bom, portanto quem ganha mais com isso são nossos munícipes, que têm seu acesso à assistência odontológica garantida e são atendidos por profissionais comprometidos e satisfeitos”, destacou.

Comente

Comente