Caern divulga resultado sobre qualidade da água em escola de São Gonçalo do Amarante

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já tem os laudos sobre a qualidade da água na Escola Municipal Ironaldo Guedes, em São Gonçalo do Amarante. A instituição já é um ponto fixo da Caern para coleta e análise periódica da água que abastece a região. Porém, em função de dúvidas que surgiram sobre a qualidade da água que é usada pelos alunos, a Companhia realizou imediatamente na sexta-feira (22) uma coleta extra.

Além do ponto fixo de coleta, ou seja, o ramal que leva água para a instituição, a Companhia também realizou duas coletas complementares: uma do reservatório de água da própria escola (cuja manutenção e limpeza é de responsabilidade da instituição) e ainda, em imóvel vizinho à escola.

Nenhum dos laudos indicou contaminação da água, tendo sido analisados parâmetros físico-químicos e microbiológicos. A água que chega à escola está totalmente dentro dos níveis de Cloro, Cor Aparente, pH, turbidez, e ausência de coliformes. O mesmo foi indicado na análise do imóvel vizinho.

Porém, em relação à análise da água do reservatório da instituição, apesar de não haver contaminação, o laudo indicou ausência de cloro residual. “Como o cloro tem a propriedade de desinfetar a água distribuída, sua ausência dentro do imóvel pode indicar que a manutenção do reservatório, de responsabilidade do proprietário de cada imóvel, deve ser intensificada”, ressalta o Engenheiro Químico da Caern e Chefe da Unidade de Tratamento de Água e Esgoto na Zona Norte, Francisco Canindé de Moraes Filho.

A orientação da Caern para domicílios pequenos é de uma limpeza da caixa de água a cada três ou seis meses, dependendo da quantidade de pessoas que utilizam a água, mas em uma escola, que tem grande volume de consumo, deve ser mensal”, orienta.

Comente

Comente