Saúde de São Gonçalo reforça combate ao Aedes aegypti com uso do carro fumacê

A Secretaria Municipal de Saúde e a Coordenação de Vigilância em Saúde de São Gonçalo do Amarante/RN, juntamente com o Governo do Estado, intensificam as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti no município com o trabalho do carro fumacê nos Bairros Golandim, Novo Amarante, Amarante e Poço de Pedras (Zona Rural). A atuação do veículo foi iniciada na tarde desta terça-feira (10) e seguirá até o dia 20 deste mês, atingindo mais de 200 quarteirões.
De acordo com a Coordenação de Vigilância em Saúde o trabalho é emergencial e a escolha dos quatro bairros para o trabalho com o carro fumacê teve como critérios a quantidade dos focos do mosquito encontrados e o número de notificações de pessoas doentes. O órgão informou ainda que as outras localidades continuam sendo cobertas pelo trabalho dos agentes com as bombas de borrifação que utiliza o mesmo inseticida e tem eficácia comprovada.  
“O município adquiriu todo o inseticida que será usado e o governo liberou o veículo. Faremos as visitas nas quatro comunidades que possuem um nível de infestação maior. No ano passado compramos três bombas de última geração para fazer a borrifação e estamos trabalhando nas comunidades no inicio da manhã e final de tarde. A solicitação do carro fumacê é mais uma ferramenta para garantir que São Gonçalo não apresente epidemia das doenças”, afirmou Jalmir Simões, secretário municipal de Saúde.
O Índice de Infestação Predial em São Gonçalo, de acordo com levantamento da SMS é de 1,3%, onde a porcentagem preconizada pelo Ministério da Saúde é 1%. Apesar disso, o município tem apresentado um número razoável de casos suspeitos de Dengue, Zika e Chikungunya. Muitos casos de contaminação acontecem fora do município, são pessoas que trabalham nas cidades vizinhas e voltam as suas residências em São Gonçalo.
A equipe de agentes de endemias realiza o trabalho diário de manutenção e prevenção de criadouros do mosquito residência por residência, além do trabalho de borrifação de produtos contra o mosquito. Qualquer informação e denúncias de focos do mosquito em terrenos podem entrar em contato através do número da Central de Vigilância em Saúde: 3278.3470
Via Secom,  por Marília Costa  fotos: Isaías Carlos
fumace

Comente

Comente